Plano Mansueto não será aprovado em 2020, aposta Delegado Waldir

Segundo parlamentar, Congresso tem outras prioridades e não será pautado pelos governadores

Waldir Soares (PSL) | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O deputado federal Delegado Waldir (PSL) disse ao Jornal Opção, nesta quinta-feira, 30, não acreditar que o Plano Mansueto seja aprovado neste ano pela Câmara dos Deputados. Para ele, a Casa Legislativa possui outras prioridades. Além disso. as eleições municipais deixarão o calendário político apertado.

Segundo ele, o Congresso Nacional será pautado principalmente pelas duas grandes reformas: a administrativa e a tributária. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira, 30, que a reforma administrativa deve seguir para o Congresso em até três semanas. A reforma tributária corre em duas versões — uma na Câmara, outra no Senado.

“Além disso, os parlamentares irão seguir o tempo deles. Não serão pautados por governadores. Temos muito o que discutir sobre o Plano”, apontou.

Ele afirmou que entende a necessidade por que passam os estados, mas que o Congresso tem outras prioridades.

Plano Mansueto

O plano, que leva o nome do secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, foi elaborado para  para atender 13 estados nota C, em uma escala do Tesouro Nacional que vai de A a D, segundo a realidade fiscal.

Goiás é um dos estados que seria beneficiado com o pacote de medidas, mas para isso teria que cumprir algumas adequações ainda em discussão na Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.