Planalto diz que ministro da Transparência fica no cargo

Segundo assessores, Temer não vê motivos para afastar Fabiano Silveira, que foi flagrado em gravação criticando a Operação Lava Jato

Ministro Fabiano Silveira em 2012 | Foto: CNMP

Ministro Fabiano Silveira em 2012 | Foto: CNMP

O Palácio do Planalto decidiu que manterá o ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, no cargo. É o que informa a Agência Brasil na tarde desta segunda-feira (30/5).

Mesmo após ter áudios divulgados em que aparece criticando a condução da Operação Lava Jato e dizendo que os procuradores, incluindo o procurador-chefe Rodrigo Janot, estariam “perdidos”, o presidente interino Michel Temer (PMDB) diz não ver motivos para afastar o ministro.

A gravação, divulgada pelo Fantástico, mostra Silveira dando, ainda, orientações ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre como proceder em inquéritos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. A gravação teria sido feita, inclusive, na residência oficial do presidente.

De acordo com a assessoria do Planalto, o caso foi uma das pautas da reunião entre o presidente interino e o chefe da Casa Civil, ministro Eliseu Padilha (PMDB-RS), na tarde desta segunda (30).

Funcionário de carreira do Senado, Silveira participou da reunião entre Machado e Renan quando ainda era integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), cargo para o qual teria sido indicado pelo senador. A conversa ocorreu antes de Silveira assumir o comando da pasta criada pelo presidente interino Michel Temer para substituir a extinta Controladoria-Geral da União (CGU), órgão que era responsável pela investigação e combate à corrupção no governo.

Por meio de nota, Silveira negou que tenha feito qualquer intervenção a favor de terceiros. Ele confirmou ter comparecido “de passagem” à residência do presidente do Senado, sem saber da presença de Sérgio Machado, com quem não tem nenhuma relação pessoal ou profissional.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.