PIB cresce mais que o esperado no 1º trimestre e economia volta ao patamar pré-pandemia

Dados divulgados pelo IBGE mostram crescimento de 1,2% nos primeiros três meses de 2021

PIB cresce mais que o esperado no 1º trimestre e economia volta ao patamar pré-pandemia | Foto: Reprodução

Dados do Produto Interno Bruto (PIB) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram crescimento de 1,2% na economia brasileira, durante o primeiro trimestre de 2021.  Segundo estudo publicado nesta terça-feira, 1, o crescimento referente ao mesmo período, no ano passado, foi de 1%. Já a retração, nos últimos 12 meses, foi de 3,8%.

Durante os primeiros três meses do ano, o Brasil foi beneficiado pelo crescimento das duas maiores economias mundiais, Estados Unidos e China, e por um cenário externo que valorizou moedas emergentes. No entanto, o mesmo período foi marcado tanto pelo fim dos programas de auxílio emergencial do Governo Federal, quanto pelo agravamento da pandemia e pela volta de algumas medidas de restrição que contaram com taxas de isolamento menores que as registradas no início da crise sanitária.

Apesar de o Governo Federal não divulgar as projeções trimestrais de crescimento, a previsão para 2021, segundo o Ministério da Economia, é de +3,5%, número abaixo das projeções de mercado realizadas pela pesquisa Focus (+3,96%), que passaram a ser revistas. Esse mesmo estudo previa queda de 1% PIB no primeiro semestre desse ano, em relação ao mesmo período em 2020. As previsões só saíram do vermelho a partir da segunda quinzena de maio, quando alcançou alta de 0,4%.

Ao acompanhar dados que mostraram queda menor que a esperada, as projeções para o ano passaram a ser de um crescimento de quase 4%, valor que praticamente zera a queda registrada desde 2020 (-4,1%). Mesmo que a economia continue distante do pico alcançado no começo de 2014 e a recuperação não alcance todos os setores, o que ainda depende de avanços mais significativos na vacinação populacional contra a Covid-19.

Entre os componentes do PIB, que mede a produção de bens e serviços do país em determinado período, calculado pelo IBGE, estão produtos, serviços, aluguéis, serviços públicos, impostos e até contrabando. Com a pesquisa, é mostrado quem produz, quem consome e a renda gerada a partir dessa produção. Desse modo, o crescimento do PIB é também chamado de crescimento econômico.

O PIB trimestral é divulgado cerca de 60 dias após o fim do período determinado. Já o PIB anual definitivo é apresentado quase 24 meses após o fim do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.