PF realiza operação contra fraudes com criptomoedas em São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e no DF

Segundo as investigações, o esquema era baseado na oferta pública de contrato de investimento, sem prévio registro nos órgãos regulatórios

Operação da Polícia Federal | Foto: divulgação/ PF

A Polícia Federal cumpre nesta quarta-feira, 25, dois mandados de prisão temporária e 15 de busca e apreensão contra suspeitos de fraudes bilionárias com criptomoedas. Os mandados, expedidos pela 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, estão sendo cumpridos em São Paulo, no Rio de Janeiro, Ceará e Distrito Federal.

Segundo investigações da operação Kryptos, uma empresa sediada na Região dos Lagos fluminense operava um esquema de Ponzi, mais conhecida como pirâmide financeira.

De acordo com a PF, o  esquema era baseado na oferta pública de contrato de investimento, sem prévio registro nos órgãos regulatórios. A empresa especulava no mercado de criptomoedas, com uma previsão insustentável de retorno financeiro sobre o valor investido.

Segundo a investigação, nos últimos seis anos a movimentação financeira dessas empresas chegou a cifras bilionárias.

A investigação contou com apoio do Ministério Público Federal (MPF) e da Receita Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.