PF deflagra operação contra fraude na gestão do fundo de previdência de Luziânia

Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão contra os suspeitos que podem responder pelos crimes de gestão fraudulenta, organização criminosa e lavagem de dinheiro

Foto: Divulgação PF

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira, 25, uma operação para investigar possíveis fraudes na gestão do fundo de previdência de Luziânia, o Ipasluz.

Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão contra os suspeitos que podem responder pelos crimes de gestão fraudulenta, organização criminosa e lavagem de dinheiro. A pena pode chegar a 30 anos de reclusão.

De acordo com a PF, o fundo previdenciário de Luziânia já foi objeto de outras investigações. O esquema funcionaria da seguinte forma: o dinheiro é retiro de um fundo consolidado e transferido para uma empresa suspeita. A referida empresa, que atua na gestão de fundos de investimentos, utiliza lobistas para captar clientes e negociar com eles. Tais lobistas ficariam responsáveis por oferecer pagamento indevido de benefícios aos clientese assim fechar o negócio.

A operação apura investimentos na ordem de R$ 5 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.