Presidente da Câmara é investigado na Operação Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Atualizada às 8 horas

A Polícia Federal (PF) está na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no Lago Sul em Brasília. Três viaturas da PF, com cerca de 12 agentes, isolam o local e fazem operação de busca e apreensão.

Informações da PF confirmam que 53 mandados estão sendo cumpridos em outros locais de Brasília e em outros sete Estados — incluindo o Rio de Janeiro, onde agentes também se encontram na casa do presidente da Câmara, na Barra da Tijuca, na capital fluminense.

Os mandados foram autorizados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki.

Cunha é investigado na Operação Lava Jato por desvio e lavagem de dinheiro, bem como corrupção passiva.

Na tarde desta quarta-feira, o Conselho de Ética da Câmara pode votar o parecer sobre a representação contra Eduardo Cunha por suposta quebra de decoro parlamentar.

O novo relator da representação movida pelo PSOL e pela Rede, o deputado Marcos Rogério (PDT-RO), apresenta o parecer favorável ao prosseguimento das investigações.