Pesquisadores testam pílula contra ressaca que evita dor de cabeça após bebedeira

Pesquisa utilizou três enzimas naturais que convertem álcool em moléculas inofensivas que são excretadas pelo corpo

O desenvolvimento de uma pílula capaz de reduzir os efeitos da bebedeira pode estar mais próximo do que se imagina. Testada em ratos, a droga conseguiu reduzir a circulação de álcool no sangue e manter baixa a taxa da substância responsável pelas dores de cabeça e vômitos. a informação é do jornal Zero Hora.

De acordo com a publicação, a pesquisa é onduzida pelo professor de Engenharia Química da Universidade da Califórnia (UCLA) Yunfeng Lu, em parceria com o professor Cheng Ji, especialista em doenças do fígado da Keck School of Medicine, da University of Southern California.

Foram utilizadas três enzimas naturais que convertem álcool em moléculas inofensivas que são excretadas pelo corpo. Embora essas enzimas não sejam uma grande novidade no meio científico, o grande achado do estudo foi identificar uma maneira eficaz e segura de entregá-las ao fígado.

Com isso, os pesquisadores mostraram que, em ratos inebriados (que dormem muito mais rápido que humanos embriagados), o tratamento diminuiu em 45% o nível de álcool no sangue em apenas quatro horas. Agora, a equipe está completando os testes para garantir a segurança e eficácia da substância sem nenhum efeito colateral. Se os ensaios se confirmarem positivos nos animais, a ideia é estender a pesquisa para humanos dentro de um ano.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.