Pesquisa aponta que carne vermelha não faz tão mal à saúde, como se pensava

Pesquisadores internacionais de todo o mundo concluíram que reduzir a quantidade de carne vermelha ingerida não traz benefícios significativos à saúde humana

Carne vermelha não faz tão mal à saúde | Foto: Reprodução

Um estudo publicado numa revista médica do Colégio Americano de Médicos apontou que o consumo de carne vermelha não faz tão mal à saúde humana, como se acreditava em levantamentos anteriores. A redução no consumo, por exemplo, não traz benefícios cientificamente comprovados.

A publicação foi contestada por diversos cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, que em comunicado defendem que este novo trabalho “prejudica a credibilidade da ciência da nutrição e desgasta a confiança pública na investigação científica”.

“Esta é uma recomendação de saúde muito irresponsável”, disse à Folha Frank Hu, líder do departamento de nutrição da Escola de Saúde T.H. Chan, da Universidade de Harvard. “É desconcertante, dada a clara evidência dos danos associados ao alto consumo de carne vermelha”, acrescentou.

O estudo foi assinado por 14 autores, dos quais 11 recomendaram manter os hábitos de consumo de carnes vermelhas diariamente e três manifestaram uma “leve sugestão” para reduzir o consumo.

Os cientistas desse estudo questionaram as recomendações da Organização Mundial de Saúde e da Associação Americana do Coração por defenderam, por anos, o risco acentuado de doenças do coração por quem consome carne vermelha.

“A certeza para demonstrar essas reduções de risco foi baixa e muito baixa”, disse o epidemiologista da Universidade de Dalhousie (Canadá), Bradley Johnston, líder do grupo de pesquisadores, denominado NutriRECS.

“Eles não estão a dizer que a carne tem menos riscos, o que eles dizem é que o risco com o qual todos concordam é aceitável para as pessoas”, disse à CNN Marji McCullough, diretor de epidemiologia da Sociedade Americana Contra o Cancro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.