Pedidos de seguro-desemprego chegam a 653 mil em junho

Apesar de alto, o mês apresentou queda de 32% quando comparado com o mês de maio, quando houve mais de 960 mil solicitações

Foto: Pedro Ventura /Agência Brasília

Informações do Ministério da Economia apontam que os pedidos de seguro-desemprego chegaram a 653.160 no mês de junho. Comparado a maio, houve uma queda em 32%, quando foram registrados 960.309 requerimentos. São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro foram os estados com mais pedidos.


Em relação ao ano passado, o mês de junho viu um crescimento de 28,4% nesses requerimentos. A distribuição dos pedidos de acordo com o setor econômico foi: serviços, com 41,7%; comércio, com 25,4%; indústria, com 18,7%; construção, com 10,1%; agropecuária, com 4,1%. A maioria dos solicitantes são homens, o que corresponde a 60,4% dos requerimentos, enquanto as mulheres representam 39,6%.


Cerca de 67,9% dos requerimentos foram realizados por meio do portal.gov.br ou da Carteira de Trabalho Digital. Em São Paulo, foram 199.066 solicitações do seguro-desemprego. Em Minas, os pedidos chegaram a 70.333. Já no Rio, são 52.163 requerimentos realizados em junho. A faixa etária com maior concentração de requerentes é entre 30 e 39 anos de idade. A escolaridade da maioria, ou seja, 59,9%, é de ensino médio completo.


Entre janeiro e junho de 2020, os pedidos totalizaram 3.950.606, 14,8% a mais que no mesmo período de 2019. A maioria dos requerimentos (53,1%) foram realizados online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.