PEC que junta recurso de 2% da UEG aos 25% da Educação cai se passar, diz Henrique Arantes

Se por acaso a Assembleia cometer uma loucura e aprovar, o que eu acredito não ter chance, essa Lei será questionada judicialmente”

O Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê a junção dos atuais 2% de recursos destinados a Universidade Estadual de Goiás (UEG) aos 25% da Educação estadual voltou à tribuna da Assembleia nesse segundo semestre, após deixar a pauta pré-recesso. Henrique Arantes (PTB) afirmou ao Opção que o tema não deve ser aprovado, mas se for não terá validade.

“Se por acaso a Assembleia cometer uma loucura e passar, o que eu acredito não ter chance, essa Lei vai cair, pois será questionada judicialmente”. Arantes explica que o Estado é obrigado a fazer a despesa de 25% com a educação do ensino médio e também com os 2% do ensino superior. “Então, o que quer se fazer é uma manobra inconstitucional”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.