PC prende suspeito de causar mais de R$ 4 mil de prejuízo a idosa com golpe do número novo

Para evitar cair nesse tipo de golpe, a Polícia Civil aconselha a pessoa manter a calma  e sempre ligar para o contato e confirmar a necessidade da transferência

Prints do golpe sofrido pela idosa | Foto: diulgação/PC

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO) prendeu em flagrante na última sexta-feira, 20, um jovem de 26 anos, no Setor Morada dos Pássaros, em Aparecida de Goiânia. Ele teria aplicado um golpe contra uma mulher de 57 anos, causando um prejuízo de aproximadamente R$4.180. Segundo a PC, trata-se de crime de estelionato mediante fraude eletrônica, conhecida como “Golpe do Número Novo”.

Ação foi realizada após boletim de ocorrência registrado em Salvador, na Bahia onde a vítima mora. Nesse caso, os criminosos utilizaram a foto do filho da vítima no perfil do aplicativo de mensagens e, após habilitarem um número novo, enviaram mensagens para ela solicitando R$5.900, com pretexto de que não estavam conseguindo fazer transferências, em virtude do o aplicativo bancário “estar dando erro”. A vítima transferiu R$4.180.

Após a primeira transferência, o golpista ainda solicitou um novo depósito no valor de R$6.200 momento que a vítima desconfiou e ligou para o número do seu filho que tinha agenda.

De acordo com a PC, durante o interrogatório, o suspeito confessou ter “vendido a sua conta” por R$200 após ver um anúncio numa rede social. O suspeito foi autuado e levado ao Presídio estando à disposição da Justiça. Já o Inquérito Policial deve ser concluído pela Polícia Civil Baiana em virtude da atribuição para apuração ser daquele Estado.

Como evitar esse tipo de golpe

Para evitar cair nesse tipo de golpe,  a Polícia Civil aconselha a pessoa manter a calma  e sempre ligar para o contato e confirmar a necessidade da transferência e que é mesmo a pessoa que fez o pedido. Além de, não facilitar que desconhecidos tenham o acesso à sua foto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.