Paulinho Graus defende que Prefeitura atue para combater os efeitos econômicos da pandemia

Vereador e pré-candidato à Prefeitura de Goiânia participou, na tarde desta sexta-feira, 4, da websabatina promovida pela Fecomércio

O vereador e pré-candidato à prefeitura de Goiânia, Paulinho Graus (PDT), participou, na tarde desta sexta-feira, 4, da websabatina promovida pela Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio). Durante o evento, o pedetista defendeu a ação do Estado para combater os efeitos da pandemia de Covid-19.

Paulinho disse que o Estado foi firme sempre após cada evento que desestrutura o comércio, como pandemias e guerras. Ele afirmou que nem o governo estadual ou municipal cortou impostos. O município nem mesmo adiou prazos para pagamento.

“Estamos estudando uma forma de rever o ISS e o IPTU. O Estado tem que ser solidário pós-pandemia, se for preciso, vamos quebrar o município, mas não deixaremos o povo morrer”, aponta.

Plano Diretor

O vereador também defendeu a postergação das discussões da revisão do Plano Diretor na Câmara Municipal. Paulinho argumentou que o local é um foco de Covid-19 e que a própria pandemia impede que as discussões sejam realizadas de maneira eficaz, com acesso da população.

“É um plano muito importante para a cidade. As discussões são precipitadas para esse ano. Passamos por uma pandemia, há uma eleição a ser realizada, que será complicada. Defendo que aguarde mais um prazo para se votar. Além disso, as audiências públicas não devem ser realizadas na Câmara, mas nos bairros”, afirmou.

Transporte Público

Ainda no tópico do Plano Diretor, Paulinho diz que colocou emenda que prevê melhorias para o próximo contrato, a ser celebrado em 2027. Entre as melhorias estaria internet nos ônibus e paradas, ar-condicionado, insufilm, sonorização para cegos, faixas de visão para surdo-mudos e o que chama de uma “panilha clara” de viagens. Além disso, que a bilhetagem seja feita pelo município.

O pedetista defendeu a instalação de metrô na capital. No entanto, ele salientou que seria um tipo chinês, acima da superfície, suspenso e que pode ser móvel.

Paulinho ainda salientou que a Saúde, assim como todas as áreas precisa de transparência e disse que a municipal não possui. “A melhor Saúde do Brasil fica em Joinville pois tem transparência e em Taiwan é a melhor do mundo por causa da transparência. Dinheiro público é sagrado, precisamos de uma cidade inteligente e transparente”, apontou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.