Patrulhas do Desenvolvimento atuarão no combate ao mosquito Aedes aegypti

Durantes os três primeiros meses do programa, atuação será para eliminar focos de reprodução da espécie transmissoras dos vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela

Governador Marconi Perillo (PSDB) e o vice-governador (PSDB) apresentaram máquinas que serão usadas no programa | Foto: Walter Alves

Governador Marconi Perillo (PSDB) e o vice-governador (PSDB) apresentaram máquinas que serão usadas no programa | Foto: Walter Alves

O governo iniciou na tarde desta quinta-feira (28/1) a retomada do programa Frente de Apoio ao Desenvolvimento Municipal – Patrulha do Desenvolvimento. O governador Marconi Perillo (PSDB) apresentou o maquinário que será usado na ação em solenidade no estacionamento do estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Marconi apresentou os 60 caminhões, 12 motoniveladoras, 12 escavadeiras hidráulicas, 12 pás carregadeiras, 12 carros e 4 caminhões prancha, que irão compor as frentes de trabalho nos 246 municípios goianos.

Iniciado em 2014, o programa começa sua nova fase com foco na ajuda aos prefeitos no ataque, de maneira capilarizada e intensa, os focos do Aedes Aegypti nas cidades de Goiás, informou o governo. Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED), a ação será realizada em cogestão com a Secretaria Estadual da Saúde (SES).

“A estratégia e todo trabalho nosso é no sentido de erradicação do Aedes. Goiás, hoje, é um estado modelo no Brasil, em termos de ação conjunta com o Governo Federal, com os municípios, as instituições da sociedade civil, e com a união de toda nossa equipe”, declarou o tucano.

O vice-governador e titular da SED, José Eliton (PSDB), chamou a população a ajudar as administrações estadual e municipais a combater o mosquito. “É necessária uma ação conjunta da sociedade. Dos prefeitos, do governo do Estado, da sociedade, de cada cidadão, de cada cidadã, para levar o entulho de dentro de sua casa para fora, para que a patrulha possa chegar e ajudar a limpar.”

De acordo com o governador, a Patrulha do Desenvolvimento retomará sua atuação principal, para a qual foi criada, após essa “operação varredura” ao mosquito transmissor da dengue, zica, chikungunya e febre amarela.

Marconi afirmou que o trabalho deve durar cerca de três meses. O calendário de fevereiro já está estabelecido e deve beneficiar 40 municípios, informou o governo.

Cidade Livre do Aedes

Os municípios que erradicarem o mosquito receberão recursos dobrados em dois meses do ano. “Vou assinar um certificado, um decreto de Cidade Livre do Aedes para ser entregue aos prefeitos”, disse Marconi.

“O município que conseguir este certificado vai ganhar o valor em dobro no mês de julho e no mês de dezembro relativamente à contrapartida que nós repassamos todos os meses às prefeituras na área da Saúde”, anunciou o governador.

Marconi fez um pedido especial aos trabalhadores da Patrulha. “Vocês já dedicam demais, eu sei disso. Mas, peço que se desdobrem nesses três primeiros meses, porque a causa é justa.”

Para o governador, o combate ao mosquito “que mata e que agora, inclusive, deforma as crianças que ainda vão nascer” deve ser encarado como “algo muito nobre” para quem atua nesse programa.

Autoridades

Participaram do evento prefeitos, lideranças políticas, o secretário da Saúde, Leonardo Vilela, o presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, o secretário de Relações Institucionais, Sérgio Cardoso, o deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB), os deputados estaduais Talles Barreto (PTB) e Marlúcio Pereira (PTB), o superintendente Executivo de Ciência e Tecnologia da SED, Mauro Faiad, o presidente da Juceg, Rafael Lousa, o secretário-chefe do Gabinete Militar, coronel Adailton, e auxiliares do governo. (Com Gabinete de Imprensa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.