Pastora será titular do futuro Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos

Damares Alves também é educadora, advogada e assessora do senador Magno Malta (PR-ES). Pasta também vai abrigar Funai

Foto: reprodução

O futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), anunciou nesta quinta-feira,6, em nome do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), que a pastora Damares Alves, assessora do senador Magno Malta (PR), irá comandar o Ministério da  Mulher, Família e Direitos Humanos. As informações são do protal de notícias ‘Uol’.

É a segunda mulher a ocupar uma pasta do primeiro escalão do futuro governo. E, além de cuidar da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos, o novo ministério também irá assumir a Funai.

De acordo com Bolsonaro, em entrevista concedida recentemente, Damares se identifica com a pauta dos direitos humanos e da família. Mais de cem entidades, entre igrejas, organizações não governamentais e associações de classe assinaram nota em defesa da nomeação da assessora.

Apesar disso, a pastora é vista como antagonista ao movimento LGBT e luta contra a legalização do aborto, entre outras causas conservadoras.

Após o anúncio de que será ministra, Damares afirmou que a prioridade na pasta será a formulação de políticas públicas que “não têm chegado às mulheres”, com foco em mulheres ribeirinhas, pescadoras, catadoras de siri e quebradoras de coco. Outra área a ter atenção especial, elencou, será a da infância, com um “pacto de verdade”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.