Para resolver questão do Simve, promotor sugere que governo convoque cadastro reserva da PM

Durante audiência pública, Fernando Krebs recomendou exoneração imediata dos mais de 2,5 mil policiais temporários que atuam nas ruas da capital

O promotor de Justiça Fernando Krebs defendeu na tarde desta terça-feira (7/4) que os aprovados do último concurso da Polícia Militar (PM), atualmente em cadastro de reserva, sejam empossados o quanto antes pela gestão estadual. Para ele, a convocação solucionaria a possível falta de agentes nas ruas após a exoneração de mais de 2,5 mil policias do Serviço de Interesse Militar Voluntário Especial (Simve).

No final do último mês, o Superior Tribunal Federal (STF) votou a favor da inconstitucionalidade do Simve. O julgamento foi suspenso e, mesmo sendo mantida a decisão, o prazo para o fim do serviço em Goiás não ficou definido. Os policiais temporários, desta maneira, continuam nas ruas até que o tribunal retome o caso.

Durante audiência pública sobre o tema, realizada nesta terça-feira no auditório Costa Lima da Assembleia Legislativa, Fernando Krebs afirmou que, no entendimento do Ministério Público de Goiás (MPGO), a gestão estadual deve exonerar imediatamente os temporários. “O governo precisa parar de orgulho e convocar os aprovados no concurso da PM, que ele não reconhece, mas o Ministério Público reconhece”, acrescentou.

Por outro lado, a administração estadual defende que os aprovados no concurso da PM, em 2012, já foram convocados e que não pretende empossar aqueles que não atingiram a pontuação mínima exigida. Além disso, conforme assessoria de imprensa do governo, a gestão continuará tentando a legalização do Simve junto ao Congresso Nacional.

Para o promotor Fernando Krebs, os policiais temporários são “desqualificados” e não podem ser enquadrados como militares ou servidores. “Não sabemos como puni-los. Eles são a excrescência do serviço policial e já passaram da hora de serem eliminados”, frisou.

Na audiência pública realizada nesta terça-feira, Krebs também aconselhou os aprovados em cadastro reserva no último certame da PM a se movimentarem, junto ao STF, a fim da obtenção do parecer favorável por parte do tribunal quanto à convocação.

3 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Tiago

O governo precisa deixar de lado sua vaidade, corrigir seus erros e recuperar enquanto a tempo, pois a sociedade precisa de segurança, mas de forma legal… O governo passa pra sociedade pela sua insistencia, uma imagem inerente ao papel de um governo… Como pode o governador não seguir um julgamento dos ministros que foram unanimes em dizer que o simve é ilegal, o simve não é policia. Agora o que o leva o governador ir atras da camara federal e do congresso pra legalizar o que é declarado ilegal… se for economia eu não acreditdo o estado perduou uma dívida… Leia mais

Tiago

O governo precisa deixar de lado sua vaidade, corrigir seus erros e recuperar enquanto a tempo, pois a sociedade precisa de segurança, mas de forma legal… O governo passa pra sociedade pela sua insistencia, uma imagem inerente ao papel de um governo… Como pode o governador não seguir um julgamento dos ministros que foram unanimes em dizer que o simve é ilegal, o simve não é policia. Agora o que o leva o governador ir atras da camara federal e do congresso pra legalizar o que é declarado ilegal… se for economia eu não acreditdo o estado perduou uma dívida… Leia mais

A farda que visto é minha pele

Se não é necessário alcançar a pontuação mínima da prova para ser convocado no concurso regular, qual o fundamento de ser realizado o concurso? “A administração estadual defende que os aprovados no concurso da PM, em 2012, já foram convocados e que não pretende empossar aqueles QUE NÃO ATINGIRAM A PONTUAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA.” Todos que fizerem a prova para PMGO daqui pra frente serão convocados mesmo sem alcançar média??? Qual o sentido dela então?? O “SIMVE” é inconstitucional? Pode ser… mas não da o direito ao Sr. Krebs de se dirigir aos integrantes do SIMVE como risco a sociedade, pois… Leia mais

Ronaldo (aprovado 2 concursos)

O militar do SIMVE é despreparado, e eu já vir um desses usando a viatura e armamento da corporação para coagir outra pessoa na resolução de um assunto particular.Além disso não possuem formação superior e usam ilegalmente arma de fogo, pois não estão no rol dos permitidos no estatuto do desarmamento.Não tem o minimo conhecimento de direito constitucional, administrativo, penal, processual penal e direitos humanos.

Clara de fatima t faria

sinv são pessoas que foram colocadas pelo governo, cuja preparação profissional nunca foi suficiente para dar-lhes o direito de sair por ai fazendo o papel de um profissional efetivo habilitado, que estudou muito para tal, que passa por um curso de formação muito mais apurado e para estar qualificado para um trabalho tão sério que assegurar a segurança da sociedade. Portanto, não há que se discutir a diferença entre alguem que se prepara para o posto de POLICIAL e alguem que simplesmente é colocado como policial, armado nas ruas de Goiania, e acima de tudo de forma tol
talmente inconstitucional