Para Randolfe Rodrigues os fatos apontados contra Bolsonaro são suficientes para motivar o impeachment

Declaração veio após os deputados Luis Miranda (DEM-DF) e Luis Ricardo Miranda confirmarem que o presidente sabia das irregularidades na compra da vacina Covaxin, da Bharat Biotech.

Após a reunião da CPI da Covid dessa sexta-feira, 25, o vice-presidente do colegiado, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) declarou que a CPI pode comunicar ao STF crime de prevaricação por parte de Bolsonaro e que vai propor essa medida à comissão.

Após as declarações dos deputados, o senador Rodrigues disse que “não há, na história das comissões parlamentares de inquérito, nas duas circunstâncias de impeachment que nós tivemos na história republicana desde 1988, algo tão grave”. A revelação dos deputados afirma que o presidente sabia do esquema da compra bilionária feita pelo Governo das vacinas Covaxin que não têm nenhuma comprovação científica de eficácia. A vacina indiana chegou a custar quatro vezes mais caro do que as europeias e até hoje não foram liberadas pela Anvisa.

O crime de prevaricação citado por Rodrigues, é quando um indivíduo, nesse caso o presidente Bolsonaro, tenta retardar ou deixar de praticar ato de ofício para satisfazer interesse pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.