Para presidente do Cremego, reincorporação de médicos cubanos não fará diferença na Saúde

Leonardo Reis diz que o decreto de edição do Mais Médicos servirá apenas aos dois mil profissionais de Cuba que permaneceram no país, poucos, na avaliação do presidente

Foto Fábio Costa/ Jornal Opção

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Goias, Dr. Leonardo Reis, afirmou nesta quinta-feira, 11, ao Jornal Opção que o anúncio de que o governo Federal irá publicar decreto reincorporando médicos cubanos ao programa Mais Médicos é uma ação que, na prática, representa “muito mais ajuda aos profissionais do que benefício para a saúde pública”.

O decreto que deve ser publicado já no próximo mês seria, na prática, apenas para garantir que os dois mil médicos cubanos que permaneceram no país possam permanecer atuando. Outros seis mil profissionais deixaram o Brasil após Cuba romper com o programa em novembro do ano passado por conta de declarações do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.