Para prefeito de Goianira, fim da extensão do Eixo Anhanguera “será desserviço para a população”

Carlão disse ainda que a prefeitura não foi informada oficialmente, e que irá interpelar a ação de forma judicial, se for o caso

Foto: Reprodução

Diante da possibilidade de a Metrobus retirar as cidades de Senador Canedo, Goianira e Trindade da rota do Eixo Anhanguera, os prefeitos desses municípios estão articulando possíveis medidas para não impactar de forma muito severa os usuários do transporte. Segundo a companhia, os passageiros deverão pagar o mesmo valor na passagem, mas o transporte passará a ser feito por outras empresas.

O prefeito de Goianira, Carlos Alberto Andrade Oliveira, o Carlão, que inclusive participou da implantação da extensão da linha do Eixo Anhanguera na cidade, falou ao Jornal Opção que é contra a medida. “Se isto vier a se confirmar, será um transtorno para as prefeituras e um desserviço para a população”, afirmou.

O prefeito conta que a prefeitura ainda não foi informada oficialmente sobre o assunto: “Estamos aguardando, até agora não recebemos nenhuma informação oficial, estamos sabendo pelos meios de comunicação, nem a Metrobus, nem a CMTC nos comunicaram”. E informou que tomará providências: “Nós vamos tentar interpelar isso de forma judicial. Vamos conversar, colocar todas as pessoas interessadas com as empresas detentoras das concessões, para que isso não ocorra”.

Carlos falou ainda sobre os prejuízos que essa interrupção nas linhas pode causar aos usuários da cidade: “Se vier a confirmar, será um transtorno para as prefeituras e um desserviço para a população. Os ônibus da Metrobus são articulados e transportam três, quatro vezes mais que os ônibus convencionais. Estamos aguardando um parecer oficial”, pontuou.

A Metrobus informou, por meio de nota, que “a decisão de não mais operar as extensões surgiu da necessidade de se equilibrar as contas da Companhia, pois a operação estendida aumentou drasticamente as despesas, especialmente com pessoal, combustível, peças e pneus, vez que a linha passou de 13,8 km para mais de 70km”.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Myrian Alves

Eu acho um absurdo isto não pode acontecer nunca