Para incentivar carona, vereador propõe liberar carros nos corredores de ônibus

Líder da frente parlamentar pela melhoria do transporte público, vereador Lucas Kitão (PSL), apresenta série de requerimentos legislativos

O vereador Lucas Kitão (PSL) afirmou, durante sessão da Câmara desta terça-feira (4/4), que a Frente Parlamentar do Transporte Coletivo, já aprovada mais ainda não instalada, vai  apresentar um projeto para incentivar a prática de carona na capital. A proposta é liberar o uso das faixas exclusivas de ônibus por carros de passeio em que haja três ou mais passageiros.

Segundo ele, a permissão seria apenas para horários não considerados “de pico” e tem como objetivo fomentar o transporte alternativo. “Damos toda razão para os corredores exclusivos para os ônibus, mas nos horários que não têm grande fluxo, esses espaços ficam vazios e poderiam ser utilizados por carros com três ou mais pessoas, o que também incentivaria a cultura da carona”, explicou.

Sobre a implantação da nova regra, Lucas Kitão afirmou que depende de uma mudança de cultura e respeito às regras de trânsito. “Nas capitais onde isso já é utilizado, como em São Paulo, por exemplo, isso começou com um trabalho ostensivo de fiscalização até que se tornou um costume. A conscientização tem que ser feita todos os dias até que a cultura da carona seja incorporada na sociedade”.

Outros requerimentos apresentados pela frente parlamentar, que ainda não foi formalmente instalada, é pela implantação da tarifa reduzida por horário de embarque, dando desconto para passageiros que utilizem o transporte em outros horários que não os de pico, exploração de pontos de publicidade para baratear as passagens, separação de embarque e desembarque no Eixo Anhanguera, além da oposição ao aumento da tarifa.

O vereador defendeu que, apesar das propostas, os requerimentos legislativos têm poder a partir da ação do executivo. “Estamos fazendo nossa parte, apresentando ideias para melhorar o grande gargalo que é o transporte coletivo. Esperamos que elas sejam ouvidas e levadas a sério e que a prefeitura faça sua parte para garantir qualidade ao usuário”, arrematou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.