Os imunizantes negociados seriam dos laboratórios Pfizer e AstraZeneca

Nessa sexta-feira, 8, o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, declarou que para o ano de 2022 o Brasil já tem 354 milhões de vacinas contra o Covid-19. Ainda segundo o mesmo, os imunizantes negociados seriam dos laboratórios Pfizer e AstraZeneca.

“Estamos ainda mais fortes para, no ano de 2022, fazer uma campanha ainda mais bem consolidada. Nós já temos adquiridas para o ano de 2022, adquiridas ou em tratativas avançadas, 354 milhões de doses de vacina contra a covid-19”, afirmou o ministro.

A compra seria de 100 milhões de doses da vacina da Pfizer e 120 milhões de doses do imunizante da AstraZeneca. O objetivo é aplicar a dose reforço em todos os maiores de 18 anos. Não foi descartado a possibilidade de mais aquisições.

Sobre a vacinação no Brasil, Queiroga comemorou o fato de 60% da população já estar com as duas doses da vacina e disse: “Já iniciamos [a aplicação de] uma dose adicional para idosos acima de 60 anos e uma dose de reforço para os profissionais de saúde. Isso é a prova concreta da força do SUS [Sistema Único de Saúde] e do nosso programa de imunização”.