Papa Francisco pede que imigrantes não percam a esperança e a alegria de viver

Durante a celebração do Angelus deste domingo, pontífice homenageou vítimas de terrorismo mundo afora

Foto: Sebastian Rodriguez/ Gobierno de Chile

Foto: Sebastian Rodriguez/ Gobierno de Chile

O Papa Francisco pediu, neste domingo (17/1), aos imigrantes que não lhes deixem roubar a esperança e a alegria de viver, durante a celebração do Angelus na Praça de São Pedro, em Roma.

Ao recordar que a Igreja Católica celebra a Jornada Mundial do Imigrante e do Refugiado, Francisco lembrou que “cada um tem uma história, uma cultura e valores valiosos que, com frequência, infelizmente também são experiências de miséria, opressão e medo”.

O pontífice falou a 7 mil imigrantes de 30 Países residentes de Lazio – região onde está localizada Roma. Eles compareceram à Praça de São Pedro para celebrar a jornada do Ano Santo do Jubileu dos Migrantes.

“A vossa presença nesta praça é sinal da esperança de Deus. Não deixeis roubar esta esperança e alegria de viver que nascem da experiência da divina misericórdia”, discursou o Papa Francisco.

Também foi levada para São Pedro a cruz de Lampedusa, ilha no Mar Mediterrâneo pertencente à Itália que recebe grande fluxo de imigrantes. Feita com a madeira das barcas que levaram os imigrantes até a Itália, a cruz foi benzida por Francisco durante a sua visita à ilha.

Depois do Angelus, os imigrantes participaram de uma missa na Basílica de São Pedro. A cerimônia foi celebrada pelo cardeal Antonio María Vegliò, presidente do Conselho Pontifício para os Migrantes e Itinerantes.

O papa também pediu orações pelas vítimas dos recentes atentados na Indonésia e em Burkina Faso. Ele pediu empenho à comunidade internacional para construir a paz: “Que o Senhor os acolha em sua casa”.

Na última semana, oito pessoas morreram num atentado em Jacarta, capital da Indonésia, e uma ofensiva terrorista em Burkina Faso matou 29 pessoas. (Com  informações da Agência Brasil)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.