Pais enfrentam problemas e não conseguem realizar matrículas em Goiânia

Mesmo após secretário ter garantido melhorias no site da SME, primeiro dia de cadastro acumula reclamações

Portal da SME não permite finalização de cadastro | Foto: WhatsApp

No dia em que a Secretaria Municipal de Educação de Goiânia anunciou a abertura das matrículas para educação infantil, pais relataram ao Jornal Opção diversos problemas para acessar o cadastro no site da pasta.

Apesar do secretário Marcelo da Costa garantir que o sistema passou por mudanças para aumentar a capacidade de acessos simultâneos no site, duas mães ouvidas pela reportagem garantem que o portal continua apresentando problemas e não permite a conclusão da matrícula.

“Está travado desde as 15 horas e eu não consegui acessar nenhuma vez, simplesmente não entra”, relata a operadora Juliana da Silva Gomes, mães do pequeno Anthony, de apenas 2 anos e 8 meses.

A reclamação é a mesma da moradora do Recanto São Domingo, região Noroeste da capital, Valdiana Ribeiro Rocha. Ela conta que tenta uma vaga na rede municipal goianiense há dois anos e já chegou a entrar na lista de espera, mas nunca teve sucesso. “Mais uma vez, o sistema não abre. Você começa a preencher o formulário e o sistema trava, não funciona”, reforça.

Em nota encaminhada à reportagem, a secretaria informa que a equipe da Gerência de Tecnologia Educacional está acompanhando e testando o funcionamento do site desde o início do período de solicitação de vagas na Educação Infantil.

Segundo a administração municipal, “a rede está sobrecarregada de acessos e a orientação é que pais e responsáveis continuem tentando, pois o site tem a disponibilidade para cinco mil acessos simultâneos”.

Matrículas

As matrículas para educação infantil em Goiânia passaram a ficar disponíveis a partir das 15 horas desta terça-feira (9/1). Ao todo, são disponibilizadas 8.600 vagas para crianças de 0 a 6 anos. Destas, 70% são prioritariamente destinadas a famílias beneficiadas pelo programa Bolsa Família, do governo federal. Os outros 30% estão abertos para a livre concorrência.

A matrícula é feita exclusivamente online, por meio de cadastro no site da Secretaria Municipal de Educação. Ao preencher os dados online, o sistema analisará o Número de Identificação Social (NIS) da criança e do responsável e verificar automaticamente se a pessoa é inscrita no Bolsa Família.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

rachan

O único serviço público que funciona 100% é a cobrança de impostos, que a cada ano é aprimorado. A causa principal é a falta de opções para o eleitor nas eleições, de gente que realmente preocupa com a população, com raras exceções, os partidos políticos neste país já são propriedades de chefões que determinam quem deverão ser ou não candidatos.