Oseias Varão diz que Sandes Júnior adulterou ata partidária para se lançar candidato a vereador

Defesa de Sandes argumenta que partido não só o escolheu candidato como também disponibilizou um documento com a assinatura de todos os convencionais reafirmando a escolha de Sandes Júnior para o pleito de 2020

Foto: Reprodução

Um parecer da Procuradoria Geral Eleitoral opinou pelo indeferimento do registro de candidatura do vereador eleito por Goiânia, Sandes Júnior (PP). O imbróglio a respeito da procedência da candidatura de Sandes foi parar na Justiça depois que do candidato Oseias Varão – eleito primeiro suplente de Sandes – resolveu impugnar o registro sob argumento de que Sandes não teria sido aprovado para a disputa em convenção partidária.

Ao Jornal Opção, Varão considerou o parecer “muito bem estruturado” por tratar “com coerência” sobre o relato dos fatos e aplicação do direito.

“Assim que cheguei ao partido, ainda antes da eleição, eu percebi que não havia uma chapa de vereadores para disputar a eleição. As pessoas não queriam concorrer ao lado do Sandes pois sabiam de seu peso político, bem como da real chance de ser eleito. Eu procurei o Sandes para tratar sobre esse assunto e ele me garantiu que não disputaria vaga de vereador e que queria lançar candidatura a prefeito ou vice-prefeito de Goiânia”, rememorou o político.

Diante do “acordo”, Oseias explicou que começou a trabalhar para montar a chapa até então inexiste. “E apesar do prazo apertado, montamos. O nome dele não foi apresentado e ela terminou aprovada”, disse.

Em seguida, Oseias explicou o processo adotado para enviar a deliberada pelos membros do partido ao Tribunal Regional Eleitoral. “Nós não enviamos o documento orignal, enviamos uma espécie de extrato digital para o TRE. No entanto, neste momento, Sandes optou por adulterar o documento de forma a inserir o seu nome e encaminhou o estrado adulterado ao TRE. O que é, inclusive, crime”, disparou.

Por esse motivo, ainda no início da campanha, Oseias resolveu impugnar a candidatura de seu adversário. “O que estamos questionando não é nem o descumprimento da palavra que ele nos deu. Estamos questionando a maneira que ele agiu e encontrou de se inserir na disputa política. Existe uma regra no jogo, uma vez descumprida pelo adversário ele não merece terminar vencedor”.

Por outro lado, a defesa de Sandes, encabeçada pelo advogado especialista em direito eleitoral, Julio Meirelles, lembrou que toda a argumentação adotada pela defesa de Varão já foi afastada pelo TRE e que o que foi documento expedido pela Procuradoria Geral Eleitoral reflete apenas uma opinião, um entendimento e não uma decisão propriamente dita sobre o assunto.

“O posicionamento da Procuradoria Geral Eleitoral era previsível, uma vez que durante toda a tramitação do feito, o Ministério Público Eleitoral, ignorando documentos, pediu o indeferimento do registro de candidatura e recorreu para o TSE”, argumentou a defesa de Sandes.

Meirelles garantiu ainda que Sandes Júnior não só compareceu à convenção como também foi “escolhido como candidato”. “O próprio partido enviou o pedido de registro de candidatura de Sandes com a ata da reunião assinada. Como se não bastasse, foi juntado aos autos um documento com assinatura de todos os convencionais reafirmando a escolha de Sandes Júnior como candidato a vereador. A agremiação chegou inclusive a oferecer a ele as opções de ser candidato a prefeito, vice-prefeito ou vereador”, enumerou.

Por fim, a defesa disparou: “Pelas provas existentes nos autos, por certo o TSE confirmará a decisão do TRE, que deferiu o registro de candidatura de Sandes Júnior”. O advogado disse ainda que “é uma acusação que não faz sentido. A ata de convenção é enviada pela partido por um sistema da Justiça Eleitoral. Só o responsável pelo partido tem acesso por senha.”

Por sua vez, o vereador eleito, Sandes Júnior, foi procurado pela reportagem, mas não atendeu aos nossos telefonemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.