Operação Agro Seguro, do Procon Goiânia, percorre casas agropecuárias nesta terça e quarta

Fiscalização irá averiguar condições, preços e prazos de validade de produtos agropecuários em estabelecimentos da Avenida Castelo Branco

Operação “Agro Seguro”, do Procon Goiânia | Foto: Procon Goiânia

Nesta terça-feira, 6, o Procon Goiânia iniciou uma operação que vistoria casas agropecuárias da Capital. A Operação Agro Seguro deve analisar prazos de validade, fabricação e origem de medicamentos veterinários, rações, sementes e outros insumos agropecuários.

Tradicionalmente o mês de outubro marca o início do plantio da safra de verão e principal safra de culturas como a soja em Goiás. Devido a estiagem e o prolongamento e intensidade das temperaturas neste ano, a safra deve levar um pouco mais de tempo para começar.

Por estarem na eminência de um plantio, muitos deixam para comprar os insumos na última hora, na expectativa de uma queda nos preços, que pode ou não ocorrer.

Outro fator preocupante quanto a precificação de insumos é que devido ao longo período de estiagem, os pastos estão completamente secos, assim, a alimentação do gado, seja de corte ou de leite, é essencialmente feito por ração. Motivo que também pode provocar maior especulação e aumento nos preços das rações.

Além disso, entre os dias 1º a 30 de novembro, ocorre a segunda etapa da vacinação contra febre aftosa no Estado de Goiás.

Denúncias

Com isso, sobem também o número de denúncias no Procon por parte de produtores que adquirem produtos com preços abusivos ou fora do prazo de validade nesses estabelecimentos, além de outras irregularidades.

A fiscalização ocorre em casas localizadas na Avenida Castelo Branco e devem durar até esta quarta-feira, 7, quando o órgão deve apresentar um balanço do que foi levantado.

O comércio que for pego descumprindo as normas, pode ser autuado. A multa varia de R$700 a aR$10 milhões, de acordo com cada situação, a gravidade da infração, reincidência e tamanho do estabelecimento.

O Procon Goiânia informou que os canais de denúncia continuam abertos. Os consumidores que se sentirem lesados, podem entrar em contato pelo telefone (62) 3524-2942 ou por meio do Aplicativo da Prefeitura 24 horas, no ícone do Procon Goiânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.