Omar Aziz manda apreender passaporte do empresário Carlos Wizard

Com isso, a sessão desta quinta-feira, 17, foi cancelada. A justificativa usada por Wizard é de que estaria nos Estados Unidos e sem o passaporte

Senador Omar Aziz (PSD-AM) | Foto: Senado Federal

O senador Omar Aziz (PSD-AM) e também presidente da CPI da pandemia determinou nesta quinta-feira, 17, a apreensão do passaporte do empresário Carlos Wizard. Ele prestaria depoimento na Comissão Parlamentar, porém, não compareceu.  Segundo o senador, às 7h da manhã a Comissão recebeu pedido dos advogados de Carlos para remarcar a audiência para uma data mais adequada. A sessão de hoje foi cancelada.

“É uma brincadeira dele né? Uma data combinada para ele vir, é uma autoridade”, disse Aziz. Com a determinação, o passaporte de Wizard deve ser apreendido pela Polícia Federal assim que ele chegar ao Brasil e só será devolvido após depoimento na CPI da Covid.

A justificativa usada por Wizard é de que estaria nos Estados Unidos e sem o passaporte. O empresário chegou a pedir para que o depoimento fosse virtual, o que foi barrado pelo ministro do STF, Luís Roberto Barroso. Além disso, também solicitou à CPI que seu depoimento fosse remoto. Aziz negou o pedido e alegou que uma audiência virtual abre brecha para que o empresário leia as próprias respostas.

O empresário é apontado como membro do chamado “gabinete paralelo”, segundo reportagem do portal Uol, à margem do Ministério da Saúde, que teria aconselhado o governo federal a defender o uso de medicamentos comprovadamente ineficazes contra a covid-19, como a hidroxicloroquina, e teorias como a da imunidade de rebanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.