Obras da GO-174 são retomadas após mais de duas décadas paradas

Investimento de mais de R$ 10 milhões vai garantir melhoria do tráfego de veículos na região, além de fortalecer logística multimodal de commodities e atividades comerciais ligadas ao turismo

Obras de pavimentação | Foto: Fábio Costa

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), retomou as obras rodoviárias da GO-174, entre Diorama e Montes Claros de Goiás. Ação era aguardado há mais de duas décadas. Os serviços de pavimentação e restauração serão executados em duas etapas, com previsão orçamentária total de mais de R$ 10 milhões.

Na última semana, o presidente da Goinfra, Pedro Sales, vistoriou as frentes de serviços no trecho entre em Diorama e Montes Claros. A primeira parte do trabalho na GO-174 já está em andamento e corresponde à implantação e pavimentação de um trecho de 10 quilômetros entre o município de Diorama e o Km 17 da rodovia, com recursos provenientes do Tesouro Estadual.

A entrega está prevista para setembro deste ano. Já a segunda, a restauração de mais de oito quilômetros de um asfalto antigo e deteriorado entre o Km 17 e o município de Montes Claros de Goiás, é fruto da cooperação técnica estabelecida entre o governo e o Fundo para o Desenvolvimento da Agropecuária do Estado de Goiás (Fundepec), está em fase de projeto e deve ser finalizada em 2022.

A obra tem relevância tanto para a segurança dos motoristas que trafegam pela região quanto para o transporte da safra da agropecuária goiana, que envolve a produção de grandes commodities, como soja, milho, carne e algodão. A GO-174 ainda é importante rota para um dos mais conhecidos destinos turísticos do Centro-Oeste brasileiro, o Vale do Araguaia, um dos mais visitados patrimônios ambientais do país, onde estão, por exemplo, as cidades de Aruanã, Aragarças, Britânia e Baliza.

Mais obras

As equipes da Goinfra executam ainda a restauração do trecho entre Firminópolis e Iporá, na GO-060, importante ligação entre a Região Metropolitana de Goiânia e o estado do Mato Grosso, corredor de escoamento de produção agrícola. São 111,5 quilômetros de pavimentação, com recursos do Tesouro Estadual. Também será restaurado o Anel Viário de Iporá, o perímetro urbano da GO-174.

Há equipes na GO-326, entre Anicuns e o distrito de Claudinápolis, em Nazário, com a execução de fresagem e aplicação de asfalto com Tratamento Superficial Duplo (TSD), além da recuperação de remendos profundos no trecho de 7,5 quilômetros.

Na GO-221, de Doverlândia a Caiapônia, a agência executa remendos profundos ao longo dos 69,8 quilômetros de trecho. No início do próximo mês, as equipes se deslocam pela rodovia para continuar o trabalho no pavimento, desta vez entre Iporá e Caiapônia, cobrindo uma área de mais 109 quilômetros.

A parceria com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) viabiliza a construção de sete pontes na região Oeste. É o caso de duas estruturas na GO-471, em Arenópolis; de duas na GO-465, no perímetro urbano de Doverlândia; duas na GO-541, também em Doverlândia, e uma na GO-465, em Caiapônia. As estruturas serão edificadas em aço e concreto pré-moldado, com 6 a 12 metros de extensão por 4,5 metros de largura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.