Novembro: Centro-Oeste fecha com a gasolina mais cara do país e alta de 11,49% para o etanol

Goiás registrou uma alta significativa no preço do etanol, de 9,17%, mesmo assim fechou o mês com a menor média da Região, a R$5,333

Novembro fecha com valores altos em relação aos combustíveis | Foto: Reprodução

O Centro-Oeste brasileiro lidera novamente o ranking das regiões com o litro mais caro da gasolina, com valor médio de R$7,060. Goiás registrou uma alta significativa no preço do etanol, de 9,17%, mesmo assim fechou o mês com a menor média da Região, a R$5,333. Entre os estados regionais, Mato Grosso apresentou a maior alta do País para o etanol; e o Distrito Federal para o diesel.

O acréscimo no preço do combustível chegou a 7,34%. Sobre o etanol, o Centro-Oeste apresentou a segunda menor média do País, de R$5,736, porém teve a maior alta entre as Regiões, de 11,49%. É o que aponta o mais recente Índice de Preços Ticket Log (IPTL).

“No fechamento de outubro, a alta da gasolina no Centro-Oeste do Brasil já apresentava consideráveis 3,20%. Após apenas um mês, o combustível subiu de R$6,577 para R$7,060, um avanço ainda mais significativo, de mais de 7%. É o caso do etanol, que já teve uma importante alta de 2,25% em outubro e agora chega a mais de 11%, aponta o levantamento da Ticket Log”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Regiões

O Mato Grosso apresentou o maior aumento do País no preço do etanol, passando de R$4,780 para R$5,461, alta de 14,25%. Assim como no mês anterior, no comparativo entre os quatro Estados do Centro-Oeste, Mato Grosso apresentou ainda as maiores médias de valor para o diesel comum e o S-10, com R$5,813 e R$5,949 respectivamente.

Já o Distrito Federal foi o Estado brasileiro com o maior aumento no preço do diesel comum, chegando a 9,69%, passando de R$5,274 para R$5,785. Na análise por Estado, os postos brasilienses continuam se destacando em preço e têm as maiores médias da Região para a gasolina e o etanol, com R$7,227 e R$6,412 respectivamente.

A gasolina comercializada no Mato Grosso do Sul registrou o menor valor médio da Região, a R$6,900, e a quinta menor média do País. Mesmo com altas de 7,37% para o diesel comum e de 7,25% para o diesel tipo S-10, os postos sul mato grossenses comercializaram o combustível com o menor valor médio da Região, a R$5,494 e R$5,591, respectivamente.

Goiás registrou uma alta significativa no preço do etanol, de 9,17%, mesmo assim fechou o mês com a menor média da Região, a R$5,333. Os postos goianos também registram a maior alta da Região sobre o preço da gasolina, passando de R$6,627 para R$7,203, acréscimo de 8,69%.           

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.