Nova pesquisa confirma tendência de segundo turno em Goiânia entre Iris e Vanderlan

Levantamento do Instituto Fortiori mostra crescimento do candidato do PSB — cada vez mais próximo do ex-prefeito do PMDB

Vanderlan durante caminhada | Foto: Leoiran

Vanderlan durante caminhada | Foto: Leoiran

A nova pesquisa Fortiori, publicada pelo jornal Diário da Manhã desta quarta-feira (14/9), confirma a tendência de um segundo turno na disputa pela prefeitura de Goiânia.

Realizado entre os dias 6 e 8 de setembro, o levantamento mostra crescimento de Vanderlan Cardoso (PSB), que aparece na segunda colocação, diminuindo a vantagem do candidato do PMDB, ex-prefeito Iris Rezende.

Na estimulada, Vanderlan aparece com 24% das intenções de voto — 12,8% de diferença das intenções de voto em relação ao primeiro colocado, que tem 36,8%. A pesquisa Serpes/O Popular, publicada no último domingo (11), mostrava uma diferença de 16,5%.

Quando não se apresentam os nomes de candidatos ao eleitor, a diferença entre Vanderlan Cardoso e Iris Rezende é ainda menor. O peemedebista aparece com 26,8% das intenções de voto e Vanderlan Cardoso segue com 16,6% — diferença de apenas 10,2%.

O candidato do PSB se diz otimista com os resultados mais uma vez positivos. Para o ele, a aproximação das intenções de voto com o peemedebista é fruto do trabalho que ele e a equipe vêm realizando junto à população.

“É gratificante saber que os goianienses têm apoiado meu projeto para Goiânia. Reuniões, caminhadas, encontros, essa proximidade com o cidadão, além de ser fundamental para entendermos os problemas de Goiânia, mostra que estamos interessados em ajudar o povo e foi para isso que me candidatei”, ressalta.

Veja abaixo os números da pesquisa estimulada:

Iris Rezende (PMDB) – 36,8%
Vanderlan Cardoso (PSB) – 24%
Delegado Waldir (PR) – 12,8%
Adriana Accorsi (PT) – 6%
Francisco Jr. (PSD) – 2,5%
Djalma Araújo (Rede) – 0,4%
Flávio Sofiati (PSOL) – 0,4%
Indecisos – 7,6%
Nulo/Branco/Nenhum – 8,4% 

Registrada sob o número GO-06639/2016, no dia 8/9/2016, a pesquisa Fortiori foi encomendada pelo Diário da Manhã e entrevistou 500 pessoas entre os dias 6 e 8 de setembro. A margem de erro é de 4,3% para mais ou para menos e o índice de confiança é de 95%. O tipo de amostra é não probabilística, por cotas proporcionais às variáveis de sexo, idade, grau de instrução e local de moradia.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.