Nova paralisação de caminhoneiros pode ser batizada de ‘Lorenzoni’

Nome seria uma retaliação ao ministro, que estaria dialogando com lideranças que não representam a categoria
Onyx Lorenzoni | Foto: Alex Ferreira

Um ano após bloqueio de caminhoneiros, nova paralisação poderá ser batizada de “Lorenzoni”. Wanderley Alvez, o Dedeco, representante dos caminhoneiros, foi quem decidiu fazer a “homenagem” ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Segundo a Folha de S.Paulo, Dedeco alega estar sendo ignorado pelo ministro, que tem privilegiado o diálogo com outras lideranças da categoria.

A possível nova greve tem sido especulada para o dia 29 de abril e seria motivada pelo reajuste de R$0,10/litro de diesel e pela falta de fiscalização nas estradas do cumprimento da tabela do frete. Notas da Abcam (Associação Brasileira de Caminhoneiros) e CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos) foram divulgadas para alertar que o pacote de medidas anunciada pelo governo de Jair Bolsonaro é insuficiente para atender pedidos dos caminhoneiros.

Dedeco e Onyx Lorenzoni estariam rompendo um diálogo que existe desde 2017, quando o ministro oferecia apoio aos caminhoneiros na Câmara dos Deputados.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.