Nota sobre o andamento do acordo coletivo entre Setransp e motoristas do transporte

O presidente da Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC), prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, e a presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Patrícia Pereira Veras, acompanham a negociação entre empregados e empregadores do transporte coletivo em Goiânia e região metropolitana e esperam que um acordo se realize nesta semana evitando a deflagração de uma greve no setor.

Após negociações intermediadas pelo Ministério Público do Trabalho em Goiás e Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (TRT 18), o Setransp (Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo de Passageiros de Goiânia) fez nova proposta de reajuste salarial, chegando a 9% ante ao índice inicial de 7% e mais 16% no vale alimentação. Propostas acatadas pelos sindicatos trabalhistas representantes da categoria, entretanto recusadas em assembleia geral com a presença de cerca de 200 dos mais de três mil motoristas.

Dessa forma, espera-se que o bom senso e a prioridade do serviço, que é essencial para a região metropolitana, estejam na pauta principal deste debate, que será retomado em audiência de conciliação marcada para às 10 horas de terça-feira (17), no TRT 18, para que a população não seja prejudicada e o atendimento permaneça normalizado.

Assessoria de Imprensa
Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.