“Nós tentamos salvá-lo, mas não deu tempo”, lamenta viúva de Paulo Garcia

Ex-prefeito de Goiânia sofreu um infarto fulminante na madrugada deste domingo (30/7)

Esposa Tereza Beiler se despede do ex-prefeito Paulo Garcia. #Luto #PauloGarcia #Goiânia

Uma publicação compartilhada por Jornal Opção (@jornalopcao) em

Viúva do ex-prefeito de Goiânia Paulo Garcia (PT), a médica Tereza Beiler disse, em coletiva de imprensa durante o velório, que tentou salvar o marido, mas “infelizmente não deu tempo”.

Aos prantos, ela contou que foi acordada pelo petista, que reclamava de forte dor nas costas, que irradiava pelo braço. “Estou infartando”, disse ele antes de perder a consciência. “Chamamos o socorro e não deu tempo. Tentamos reanimá-lo por muito tempo, para mim isso tudo foi um século, não sei precisar quanto tempo de cada coisa. Infelizmente não deu tempo”, lamentou.

No Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia, Tereza Beiler recebeu amigos, familiares e políticos para a despedida de Paulo Garcia, que comandou a capital até dezembro de 2016. “Paulo foi o homem mais honesto, mais íntegro e de boa índole que conheci. Quem conviveu não fala outra coisa, era um homem singular”, completou.

A viúva contou ainda que o ex-prefeito estava bem, feliz e não sofria de problemas cardíacos. “Tínhamos acabado de fazer uma viagem, estava em um momento feliz, estávamos felizes, tínhamos muitos planos. Foi lamentável”, terminou.

Paulo Garcia morreu, aos 58 anos, na madrugada deste domingo (30) após sofrer um infarto fulminante. Ele deixa a esposa e dois filhos.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.