Nas ruas contra a corrupção, goianienses dão show de falta de civilidade

Carros estacionados em locais proibidos e transitando na ciclofaixa evidenciam ações incompatíveis com o discurso 

Milhares de goianienses foram às ruas da capital protestar contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e pelo fim da corrupção. De acordo com a Polícia Militar, 60 mil participaram do ato, que teve início na Praça Tamandaré e terminou na sede Polícia Federal. A organização fala em 90 mil.

No entanto, embora o discurso dos carros de som e dos gritos dos manifestantes pedirem um País “mais honesto”, alguns deles seguiram a velha máxima do “faça o que eu digo, não o que eu faço”.

Jornal Opção flagrou, apenas nas proximidades da sede do semanário, no Setor Marista, vários manifestantes estacionando seus carros em locais proibidos, como em cima de calçadas, em esquinas e na porta de garagens; além de outros trafegando pela ciclofaixa da Avenida Portugal — que é de uso exclusivo de bicicletas das 9 às 16 horas.

Nas imagens acima é possível ver alguns dos atos que são, querendo ou não, pequenas corrupções — sem contar que configuram crime de trânsito.

Evidentemente, a falta de consciência de poucos não podem desqualificar — nem invalidar — a manifestação de indignação contra a atual situação política do Brasil que levou milhões às ruas em todo o País no último domingo (13/3).

Que fique a reflexão: lutar contra a corrupção, mas só a dos outros?

3 respostas para “Nas ruas contra a corrupção, goianienses dão show de falta de civilidade”

  1. Tiago Winer disse:

    Só uma correção… A ciclofaixa da avenida Portugal funciona das 7:00 até as 16:00 e nao das 9 as 17.

  2. Olenka disse:

    Mais atenção, amigos de Goiás…temos muito respeito por vcs, não nos decepcionem. Tenho certeza que corrigirão esta desatenção. Bjs…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.