“Não nos identificamos com nenhum dos candidatos ao governo”, diz líder do PCdoB

No entanto, vereadora Tatiana Lemos tem visão pragmática e explica que partido deve fechar aliança com MDB ou PSDB em Goiás

Vereadora Tatiana Lemos | Foto: Alberto Maia

Vereadora e pré-candidata à Câmara Federal, Tatiana Lemos afirmou, durante entrevista ao Jornal Opção, que seu partido, o PC do B, não tem “identidade profunda” com nenhum dos pré-candidatos ao governo de Goiás em 2018.

No entanto, a parlamentar explica que é preciso ter uma visão pragmática sobre a eleição deste ano — em especial devido à cláusula de barreira –, e, assim, deve caminhar com o vice-governador Zé Eliton (PSDB) ou com o emedebista Daniel Vilela.

“O PC do B é um partido democrático, onde todas as decisões são tomadas coletivamente, não só de cúpula. É preciso destacar que temos conversado com os candidatos, mas não temos uma identidade profunda com nenhum dos que se colocam até hoje, pois somos do campo da esquerda”, alegou.

Dessa forma, o partido, que tem uma deputada estadual no Estado (Izaura Lemos, mãe de Tatiana), trabalhará para compor uma grande chapa.

“Política se faz olhando para frente, temos que fazer alianças, até para que possamos ter voz e representação no Parlamento. Estamos conversando com todos, principalmente o MDB e o PSDB, não fechamos, mas vamos formar uma chapa para permitir a eleição de um estadual e um federal”, completou.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.