Na Assembleia, oposição quer protelar votação de reforma da Previdência estadual

Talles Barreto tem convicção de reverter votos pois, segundo ele, muitos deputados membros da base também representam categorias de servidores públicos estaduais

Talles Barreto | Foto: Marcos Kennedy

O deputado estadual Talles Barreto (PSDB) teceu críticas ao projeto de reforma da Previdência estadual em tramitação na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) e afirmou que tem intenção de protelar a votação da matéria o máximo possível para que haja tempo para debatê-la. O parlamentar admite que uma reforma previdenciária é necessária, mas discorda do texto em discussão.

A expectativa do Governo Estadual é votar a questão ainda este ano, mas, segundo Talles Barreto, “Não há prazo para isso. A pauta tem de passar por dez sessões ordinárias na Comissão de Constituição, Justiça e Redação. Não pode ser votada a toque de caixa, ela vai mexer com a vida dos servidores públicos”.

As críticas de Talles Barreto se concentram nos altos encargos a funcionários públicos estaduais, principalmente policiais civis, militares e oficiais de justiça. “Os servidores públicos têm de comparecer às audiências públicas. Tenho certeza de que discutindo vamos convencer muitos deputados; a base do Governo é insegura. Esta é a matéria mais difícil de ser passada na Casa”, conclui o oposicionista.  

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.