Na Argentina, Temer diz que população “vai entender” aumento dos combustíveis

Presidente afirmou que, como o governo afirmou o porquê de aumentar os impostos sobre a gasolina, o álcool e o diesel, povo vai entender a medida

Na Argentina para a Reunião de Cúpula do Mercosul, o presidente Michel Temer (PMDB) disse que a população “vai compreender” o aumento do preço dos combustíveis, anunciada pelo governo na última quarta-feira (19/7). Segundo ele, sabendo o porquê da medida ter sido tomada, o povo aceita.

“A população vai compreender porque este é um governo que não mente, não dá dados falsos. É um governo verdadeiro, então, quando você tem que manter o critério da responsabilidade fiscal, a manutenção da meta, a determinação para o crescimento, você tem que dizer claramente o que está acontecendo”, declarou ele.

Afirmando ser necessário para manter a meta fiscal e assegurar o crescimento econômico governo decidiu aumentar as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol.

Já publicado no Diário Oficial da União, o decreto determina que a líquota subirá de R$ 0,3816 para R$ 0,7925 para o litro da gasolina e de R$ 0,2480 para R$ 0,4615 para o diesel nas refinarias. Para o litro do etanol, a alíquota passará de R$ 0,12 para R$ 0,1309 para o produtor. Para o distribuidor, a alíquota, atualmente zerada, aumentará para R$ 0,1964.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.