Mulher morre logo após tomar vacina contra H1N1 em Goiânia

De acordo com superintendente do Samu, mulher sofreu uma parada cardíaca. “É provável que tenha sido uma infeliz coincidência”

Ciams Pedro Ludovico | Foto: Reprodução / Google

Uma idosa de 70 anos morreu em Goiânia na manhã desta quarta-feira (18/4), instantes após tomar vacina contra H1N1, no Ciams Pedro Ludovico, na capital.

Em entrevista ao Jornal Opção, o diretor-geral do Samu, André Braga, informou que a mulher sofreu uma parada cardíaca. “A paciente vacinou e enquanto saía do Ciams, já do lado de fora, teve um mal súbito e desmaiou”, contou.

Servidores do centro de saúde realizaram os primeiros socorros. A equipe do Samu chegou logo em seguida e tentou reanimar a idosa, mas sem sucesso. A família foi orientada pela corporação e o corpo encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO).

Segundo André Vargas, a paciente já havia se vacinado contra H1N1 em outros anos e não teria apresentado qualquer reação. O dirigente não acredita que o óbito tenha sido causado pela aplicação do medicamento.

“A reação à vacinação é extremamente rara e demora para ser percebida. O choque anafilático tem uma instalação mais lenta, com coceira no corpo, prurido e dificuldade para respirar”, explica André Vargas. “É provável que tenha sido uma infeliz coincidência”, finaliza.

Deixe um comentário