Mulher é presa no interior de Goiás após tentar abortar feto de 8 meses

Ela teria inserido dois comprimidos abortivos na cavidade vaginal e alegou que pensava estar no início da gestação

A Polícia Civil de Goiás prendeu, neste final de semana, no município de Morrinhos, uma mulher de 34 anos pelo crime de tentativa de aborto. A suspeita tentou abortar o feto de 32 semanas, o que corresponde a oito meses de gestação.

Conforme informações da corporação, ela foi atendida na madrugada de sábado (15) no hospital local com reclamação de fortes dores abdominais. Durante o socorro médico, a equipe constatou que a mulher estava na verdade sofrendo um aborto provocado por aplicação de medicamentos abortivos.

A suspeita teria inserido dois comprimidos na cavidade vaginal e alegou que pensava estar no início da gestação, o que a levou a comprar o medicamento em uma farmácia no Setor Campinas, em Goiânia, no valor de R$ 200.

Diante do risco de morte, a equipe médica do Hospital Municipal de Morrinhos realizou o parto da criança, que foi encaminhada para o Hospital Materno Infantil, na capital, onde segue em observação.

A mulher foi autuada em flagrande e, após o pagamento de fiança, colocada em liberdade. Ela irá responder pelo crime de tentativa de aborto, cuja pena pode chegar a três anos de prisão.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.