Mulher de Cunha é absolvida por Moro na Operação Lava Jato

Cláudia Cruz era acusada por lavagem de dinheiro e efusão fraudulenta de divisas

| Foto: Reprodução Facebook

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, absolveu nesta quinta-feira (25/5) a mulher do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Cláudia Cruz.

Cláudia era investigada pelos crimes de lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas.

No despacho, Moro disse que a mulher de Cunha foi absolvida “por falta de dolo, pois não há prova de que teve participação no crime antecedente, de corrupção, e não há prova suficiente de que tenha participado conscientemente nas condutas de ocultação e dissimulação”.

Moro afirma ainda que Cláudia deveria ter percebido que os gastos dela, do marido e de toda família eram inconsistentes com a renda do político, mas a negligência dela não é “suficiente para condená-la por lavagem dinheiro”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.