Um policial perdeu parte do dedo polegar depois de ser mordido por uma mulher durante uma abordagem em uma distribuidora de bebidas no Setor Colina Azul, em Aparecida de Goiânia. Ele passou por procedimento cirúrgico, mas, infelizmente, não foi possível reconstituir a parte arrancada.

O caso ocorreu no último sábado, 4. A autora da mordida foi presa e uma outra mulher que estava com ela também foi detida. Elas alegam que estavam sendo torturadas pelo policial. Mas a versão da Polícia Militar é diferente, que informaram que foram desacatados. Os policiais alegam que, durante a confusão, com a aproximação da suspeita, o policial estendeu a mão para sinalizar para ela mantivesse distância. No entanto, ela reagiu com violência, o mordendo.

Ambas seguem presas de forma preventiva. Nesta segunda, 6, elas tiveram um pedido de liminar indeferido. A mulher que arrancou o dedo do policial deve responder pelo crime de lesão corporal.