MST bloqueia trechos de rodovias federais em Goiás

Manifestantes queimaram pneus e causaram congestionamentos nas BRs 153 e 060 em protesto contra privatização da Celg

Movimento Sem Terra bloqueia rodovias em Goiás em protesto contra privatização da Celg | Foto: Reprodução / PRF

Movimento Sem Terra bloqueia rodovias em Goiás em protesto contra privatização da Celg | Foto: Reprodução / PRF

O Movimento dos trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) bloqueou na manhã desta terça-feira, dois trechos de rodovias federais em Goiás. Na BR 153, no trevo sul de Rialma houve congestionamento de 7km nos dois sentidos. Cerca de 150 pessoas participaram do protesto e até o fim da manhã, as duas pistas ja haviam sido liberadas.

O segundo ponto de bloqueio é na BR 060, km 329, município de Acreúna, na entrada do trevo de Santa Helena. Até o fim da manhã, apenas a pista no sentido Goiânia Rio Verde permanecia bloqueado.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o movimento é coordenado por líderes de Brasília. Manifestantes afirmam que protestos acontecerão em diversos pontos do País. Eles reivindicam mudanças na política agrária do país, mais assentamentos, são contra a privatização da CELG e pedem uma reunião com a Presidente Dilma Rousseff. (Com informações PRF)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.