MPT e Vale discutem soluções para amparar vítimas de Brumadinho

A empresa garante empregos e plano de saúde para os afetados até dezembro de 2019

Foto: Carolina Ricardi

Nesta sexta-feira, 8, Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais (MPT-MG) e a mineradora Vale se reuniram para buscar soluções para as vítimas da tragédia de Brumadinho. A mineradora garantiu que além de manter os salários e planos de saúde dos afetados, vai dar apoio psicológico e auxílio creche e/ou educação para os dependentes. Os compromissos são independentes da doação de R$ 100 mil que já está sendo paga pela empresa.

O MPT também apresentou à Vale uma proposta de acordo para assegurar o pagamento de, no mínimo, R$ 2 milhões de indenização por dano individual ao grupo familiar dos trabalhadores mortos ou desaparecidos no rompimento da barragem. A indenização envolveria familiares de funcionários próprios e terceirizados que prestavam serviço para a empresa.

Na segunda-feira, 11, o MPT já tem reunião marcada com líderes de sindicato para apresentar propostas e discutir mais temas pertinentes ao caso, e, na quinta-feira, 14, será realizada uma assembleia, em Brumadinho, com trabalhadores e familiares atingidos pelo desastre.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.