MPF investiga procurador da Lava Jato por propina

Em nota, força-tarefa repudia as suposições infundadas contra o procurador

Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) abriu investigação para apurar suspeitas de pagamentos ilícitos ao procurador Januário Paludo, um dos integrantes da Lava Jato em Curitiba. Essa é a primeira investigação penal que tem como alvo um procurador da Lava Jato em Curitiba.

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a  apuração partiu de um relatório da Polícia Federal, de outubro, sobre mensagens trocadas entre o doleiro Dario Messer e sua namorada, em 2018, nas quais uma suposta propina paga ao procurador é citada.

O relatório foi remetido à Procuradoria Geral da República (PGR) para providências. A avaliação de integrantes do órgão é de que o caso é gravíssimo.

Paludo atua na Lava Jato desde seu inicio, em 2014, e é apontado como conselheiro do procurador Deltan Dallagnol. Procurado pela Folha, o MPF do Paraná reiterou conteúdo de nota divulgada anteriormente em repúdio às suposições infundadas contra o procurador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.