Recomendação, encaminhada ao TRE-RJ, tem como base a condenação do prefeito por abuso de poder político e interferência nas eleições de 2018 em favor do filho

Marcelo Crivella | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu o indeferimento da candidatura à reeleição de Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio. A recomendação foi encaminhada no último domingo, 27, ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ).

Como mostrado pelo O Globo, Crivella é acusado de abuso de poder político. O MPE argumenta que o prefeito usou a máquina pública na tentativa de interferir nas eleições de 2018. Crivella foi condenado por um episódio em 2018 onde participou de um evento e pediu votos para seu filho, à época candidato ao cargo de deputado federal.

Na ocasião, veículos da Comlurb foram usados para transportar funcionários da empresa para a reunião. Crivella e o filho – que não foi eleito – foram condenados a pagar multa de R$ 106,4 mil, cada.

Mesmo diante da condenação, o prefeito ainda pode seguir na disputa se recorrer ao TSE. A defesa de Crivella argumentou, inclusive, que “não há nenhum tipo de impedimento e Crivella está apto a disputar a eleição até o trânsito em julgado”, pontuou. (Com informações do O Globo)