MP recebe denúncia de suposto esquema para impeachment do prefeito de Caiapônia

Vereador de oposição teria tentado negociar voto em processo que culminou no afastamento do gestor. Entenda

Vice-prefeita de Caiapônia, Carmem Lúcia (PP), foi empossada após afastamento de Caio Lima Foto: Reprodução

O prefeito afastado de Caiapônia, Caio Lima, ingressou com ação no Ministério Público pedindo a investigação de vereadores de oposição que votaram pelo seu afastamento em processo de cassação na Câmara Municipal.

Além disso, o gestor tornou pública uma gravação em que o vereador João Batista Peres, conhecido como Calistão, supostamente tentava negociar seu voto no processo em tramitação na Câmara contra o prefeito.

O áudio foi gravado por uma pessoa próxima ao prefeito, a quem Calistão teria recorrido no intuito de fazer a negociação. Na gravação, o vereador afirma não ter interesse algum em afastar o gestor, mas precisava de R$ 400 mil para quitar algumas dívidas.

A gravação foi anexada à denúncia que solicita o afastamento de Calistão e outros sete vereadores durante as investigações relacionadas a atos de improbidade administrativa e de natureza criminal.

Renúncia

Após o áudio divulgado, os vereadores da cidade fizeram uma reunião para discutir como a denúncia poderia influenciar no processo de afastamento do prefeito Caio Lima. Como resultado, na manhã desta sexta-feira, 27, o vereador Calistão apresentou sua carta de renúncia.

A reportagem tentou falar com o vereador, mas até a publicação as ligações não foram atendidas nem houve retorno. O espaço segue aberto para posicionamento.

No início deste mês, a vice-prefeita Carmem Lúcia (PP) foi empossada como nova prefeita do município. Para o lugar do vereador Calistão, deve assumir a suplente Alessandra Rodrigues (Cidadania)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.