MP deflagra operação contra desvios de mais de R$ 1 milhão na Câmara de Cachoeira Dourada

Investigações apontam que desde 2014 era feitos desvios de dinheiro por meio de superfaturamento de contratos fictícios e servidores fantasmas

Foto: Divulgação MP

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) deflagrou na madrugada desta quinta-feira (27/9) a Operação Quinta Geração para apurar desvios de recursos públicos de mais de R$ 1 milhão na Câmara Municipal de Cachoeira Dourada.

A investigação, que durou aproximadamente quatro meses, foi coordenada pela promotora de Justiça Ana Paula Sousa Fernandes, da promotoria de Cachoeira Dourada, com apoio do Centro de Inteligência (CI) do MP-GO e está sendo executada com auxílio das Polícias Civil e Militar.Ao todo, participam 12 promotores de Justiça, 16 delegados, 53 agentes, policiais militares e 10 servidores do MP, além do apoio operacional do MP-MS.

Estãi sendo cumpridos 10 mandados de prisão e 11 de busca e apreensão expedidos pela juíza Laura Ribeiro de Oliveira, em quatro cidades goianas e no estado do Mato Grosso do Sul, sendo um deles na Câmara de Cachoeira Dourada.

Durante as investigações, o MP apurou que os desvios vinham ocorrendo desde 2014 no Poder Legislativo de Cachoeira Dourada, por meio de superfaturamento de contratos fictícios e nomeação de servidores fantasmas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.