Motoristas fazem filas em postos de Goiânia que ainda possuem combustível

Enquanto em cidades do interior a gasolina e o etanol já acabaram completamente, goianienses ficam com cada vez menos opções de abastecimento na capital

Posto na Avenida Castelo Branco | Foto: Jornal Opção

Completados oito dias da paralisação dos caminhoneiros no Brasil, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto) já registra 90% dos postos sem etanol e 35% sem gasolina em Goiânia.

Com a redução das opções de abastecimento o goianiense enfrenta grandes filas como as registradas na imagem, feita em um posto na Avenida Castelo Branco. Relatos de leitores do Jornal Opção indicaram também que ainda é possível abastecer em postos no Setor Universitário e na BR 153 do entorno da capital.

De acordo com o sindicato a previsão é de agravamento da situação, caso não haja mudanças no cenário de entrega. No interior o número de postos sem combustível ultrapassa os 70% e várias cidades estão 100% sem combustível (Rio Verde, Jataí, Piracanjuba, Catalão, Jussara, Porangatu, Luziânia estão na lista).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.