Gianluca Vialli, que brilhou como atacante da seleção italiana, da Juventus e do Chelsea, morreu na sexta-feira, 6, de câncer no pâncreas. Ele tinha 58 anos.

A Federação Italiana de Futebol divulgou uma nota: “Gianluca não resistiu, faleceu hoje aos 58 anos após uma longa doença, lutou sempre de frente, com dignidade e com toda a família azul para lhe dar forças num momento de silêncio mas enorme sofrimento. O futebol italiano não está de luto apenas pelo chefe da delegação da seleção: está de luto um grande homem, que antes disso havia sido um grande atacante e um técnico apreciado”.

Vialli fez 16 gols pela seleção da Itália | Foto: Reprodução

O presidente da Federação Italiana de Futebol, Gabriele Gravina, disse: “Estou profundamente triste, esperava até o fim que ele pudesse fazer outro milagre, mas me conforta a certeza de que o que ele fez pelo futebol italiano e pela Azzurra jamais será esquecido. Sem rodeios: Gianluca foi uma pessoa esplêndida e deixa um vazio que não pode ser preenchido, na seleção e em todos aqueles que apreciaram suas extraordinárias qualidades humanas”.

Vialli jogou no Cremonense, na Sampdoria, na Juventus e no Chelsea (da Inglaterra). Nos 58 jogos que fez pela seleção da Itália, o atacante fez 16 gols. Jogou duas copas, a de 1986 e a de 1990.