A escritora e professora Lena Castelo Branco morreu aos 92 anos, nesta segunda-feira, 23. Ela estava internada no Hospital Albert Einstein, em Goiânia, após sofrer uma forte infecção, nesse domingo, 22. Na unidade de Saúde passou por tratamento, porém não resistiu e foi a óbito nesta tarde.

Lena era membra do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás (IHGG), titular da cadeira 19 da Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás e criadora dos cursos de pós-graduação em História da Universidade Federal de Goiás (UFG), quando foi diretora do Instituto de Ciências Humanas e Letras da instituição.

A escritora nasceu no Piauí, mas foi em Goiás que aprimorou sua literatura. No currículo, ela soma mais de dez livros e centenas de contribuições em publicações acadêmicas. Entre os seus mais famosos livros está a “Saga dos Caiado em Goiás”. A obra narra a trajetória da família do governador Ronaldo Caiado, que teve início no século XIX.

O trabalho mais recente como escritora era a contribuição quinzenalmente, desde 2018, para a coluna Crônicas & Outras Histórias do jornal O Popular. “Tudo o que escrevo é influenciado pelo dualismo da minha formação. Sou metade literatura e metade história.”

A família ainda não divulgou onde e quanto será o velório e sepultamento.

Leia também: Empresário goiano Humberto Nogueira morre após salto de paraquedas em São Paulo

PM condenado por matar Robertinho foge de presídio militar