Ministro Joaquim Barbosa anuncia aposentadoria aos 59 anos

Presidente do STF fez comunicado à presidente Dilma e depois ao presidente do Senado. Magistrado que relatou o mensalão deixa o Supremo no próximo mês

Joaquim Barbosa deu entrada no STF em 2003, por indicação do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e assumiu a presidência em outubro de 2012

Joaquim Barbosa deu entrada no STF em 2003, por indicação do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e assumiu a presidência em outubro de 2012

O ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) anunciou nesta quinta-feira (29/5) que vai se aposentar da magistratura em junho. Aos 59 anos, e sendo o primeiro negro a presidir a mais alta Corte Judiciária do país, Joaquim Barbosa surpreende o país com essa decisão. O magistrado, de origem humilde e que por meio do estudo conquistou destaque nacional e internacional na advocacia, foi relator da ação penal 470 (mensalão), quando teve seu posicionamento incisivo exaltado pela opinião pública e também sofreu críticas de colegas da área. Cogitou-se que Joaquim Barbosa se lançaria à presidência da República por conta da pressão popular, mas o ministro sempre negou a possibilidade.

Joaquim Barbosa se reuniu hoje com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para fazer o comunicado. Antes de se despedir do peemedebista o ministro se reuniu com a presidente Dilma Rousseff (PT). A assessoria de imprensa do Supremo ainda não confirma a informação, publicada pelo portal Uol às 11h34. “Motivo [da reunião foi] surpreendente e triste: o ministro veio se despedir. Ele estará deixando o Supremo Tribunal Federal. Falou que vai se aposentar agora, no próximo mês”, relatou Renan ao Uol.

A aposentadoria de Joaquim Barbosa antecipa a posse do ministro Ricardo Lewandowski, atualmente vice-presidente da Corte Suprema. Como a tradição do STF estabelece rotatividade na presidência tendo por base a ordem de chegada dos magistrados, a ministra Cármen Lúcia assumirá a vice.

Trajetória

O ministro deu entrada no STF em 2003, por indicação do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e assumiu a presidência em outubro de 2012. Dentre os aspectos que o diferenciam está sua trajetória de vida, marcada por esforços pessoais e determinações. Joaquim Barbosa é filho de dona de casa e pedreiro, tendo ajudado o pai na profissão. Depois foi oficial de chancelaria, professor universitário e procurador do Ministério Público Federal. Fez mestrado na Universidade de Brasília (UnB) e doutorado na França. Fala fluentemente inglês, francês, alemão e italiano.

Dores nas costas

Joaquim Barbosa é atormentado por dores nas costas por conta de uma Sacroileite, doença de tratamento reumatólogico que consiste numa inflamação nas articulações sacro-ilíacas –– localizadas entre o osso do Sacro e os ossos do Ilíaco. Essa inflamação provoca dor e desconforto tanto quando se realiza movimentos como quando se está sentado ou pé. Devido a esta doença o ministro teve de pedir licença durante o processo de julgamento do mensalão, sendo que durante as sessões geralmente ficava de pé.

2 respostas para “Ministro Joaquim Barbosa anuncia aposentadoria aos 59 anos”

  1. Avatar João disse:

    Ta indo tarde… Salafrário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.