Ministro do STF permite Lula conceder entrevista na prisão

Pedido da Folha de São Paulo havia sido negado anteriormente pela Justiça de Curitiba

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, autorizou o jornal “Folha de São Paulo” a entrevistar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na prisão. A entrevista será conduzida pela colunista Mônica Bergamo.

O despacho é desta sexta-feira (28) em uma reclamação feita pelo jornal, que argumentou ao STF que uma decisão da 12ª Vara Federal em Curitiba que negou a permissão para a entrevista “impôs censura à atividade jornalística e mitigou a liberdade de expressão, em afronta a decisão anterior do Supremo”.

“Não há como se chegar a outra conclusão, senão a de que a decisão reclamada, ao censurar a imprensa e negar ao preso o direito de contato com o mundo exterior, sob o fundamento de que ‘não há previsão constitucional ou legal que embase direito do preso à concessão de entrevistas ou similares’, viola frontalmente o que foi decidido na ADPF 130/DF”, escreveu o ministro.

Lewandowski estabeleceu que a Justiça em Curitiba seja comunicada da decisão e que agende, em acordo com o jornal, a data da entrevista.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.